domingo, 21 de novembro de 2010

Sem carne para todos

Isto se passa na União Soviética na época que ainda existia comunismo:
Quatro horas da manhã começa a formar fila para comprar carne na porta do maior açougue de Moscou. As 8 horas da manhã a fila já tem 1 quilômetro. É neste momento que a policia chega:
- Não vai ter carne para todo mundo. Os que forem judeus saiam da fila.
A fila passa então a ter 100 metros. Pelo meio-dia a fila já está com 500 metros. Vem de de novo a policia e diz:
- Não vai ter carne para todo mundo. Os que forem estrangeiros saiam da fila agora.
A fila fica com 50 metros. La pelas duas horas a fila está de novo com 300 metros. A policia vem de novo:
- Não vai ter carne para todo mundo. Os que não tiverem a carteira do partido saiam da fila.
A fila volta a ter 50 metros. As 5 da tarde a fila está com 200 metros e a policia retorna:
- Acabou a carne. Podem desfazer a fila. 
Nisso um homem que sai da fila diz:
- Droga. É sempre assim. Os judeus são sempre avisados primeiro...

Nenhum comentário:

Postar um comentário