domingo, 25 de julho de 2010

Filho

O pai estava aflito no corredor de espera da maternidade, até que o médico apareceu:
- Seu filho nasceu! Mas eu tenho que lhe contar uma coisinha...
- O quê, doutor? - falou ansioso - O que deu de errado?
- Seu filho nasceu sem o rosto!
- Ai, meu Deus! Que coisa terrível! Mas é meu filho e eu o quero ver assim mesmo.
- Na verdade, tem mais uma outra coisinha!
- O quê? Fale pelo amor de Deus!
- A criança nasceu sem os braços e as pernas!
- Cotozinho?!
- Cotozinho!
- Que desgraça! Mas é meu filho! Traga-o assim mesmo!
- Mas...
- O que foi agora?
- Ele nasceu sem o tronco também!
- Só a cabecinha?!
- Mais ou menos !
- Então traga-o logo, homem! Que eu não agüento mais de agonia!
- Tudo bem, mas não diga que eu não o avisei !
Então o médico pede que a enfermeira entre com o filho dele. Ela vem trazendo uma orelha gigante embrulhada numa toalha! 
O cara exclama:
- Meu filho!
E o médico:
- Fala mais alto que ela é surda!

Nenhum comentário:

Postar um comentário